Quem sou eu

Minha foto
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil
Adestrador de cães e criador por 28 anos. Contato: Ronald Buchmann Cel: 51 951-93478 (Watts) https://www.facebook.com/RBAlfaDog/ Email: rbadestramento@hotmail.com

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Pastor de Beauce



            “Descendente dos “cães de planície” que antigamente vigiavam os rebanhos da Bacia parisiense. Entre eles, os de pelo curto foram denominados, no final do século XIX, de Beucerons. Os de pelo longo se denominaram os Briards. E. Boulet (mais conhecido pelos seus grifos do mesmo nome), instigador da raça, participou à criação de um Clube Frances do Cão de pastor em 1896. Em 1911, nasceu o Clube dos Amigos do Beauceron. Devido as suas marcas fogo nas extremidades dos membros, o Beauceron foi qualificado de “Bas Rouge” (Meias Vermelhas). A seleção do Beauceron hesitou muito tempo entre o trabalho com rebanho, as exposições, os concursos de guarda e de defesa. Todavia, mantiveram-se sobretudo fieis ao tipo  condutor de rebanho. Muito difundido na frança, mas praticamente desconhecido no estrangeiro, exceto na Bélgica.



Grande harmonia, tipo lupóide, mediolíneo, constituição geral sólida. Passadas leves, soltas, (trote alongado).



Cabeça – Longa (2/5° do tamanho), modelada. Crânio chato, stop pouco pronunciado. Cana nasal ligeiramente convexo. Focinho nem estreito nem pontiagudo.

















Olhos – Redondos, escuros, com uma expressão franca.


Orelhas – De inserção alta, naturalmente pendentes, não coladas, mas chatas e curtas. Se forem cortadas, são portadas eretas.









Corpo – Sólido, poderoso, de construção geral sólida e musculoso sem ser pesado. Pescoço musculoso. Peito largo, alto e profundo. Dorso reto. Lombo largo. Garupa pouco inclinada.


Membros – Pernas portadas ligeiramente para trás. Patas ovais, compactas. Ergots duplos nos membros posteriores, situados no interior, junto da pata. Patas fortes e redondas.


Cauda – inteira, portada baixa, ligeiramente guarnecida de pelos, descendo até a ponta do jarrete, sem desviar, formando um ligeiro gancho em forma de J.


Pelo – Raso na cabeça, forte, grosso, assentado (3-4 cm de comprimento) no corpo. As coxas e parte inferior ligeiramente franjado. Subpelo muito curto, fino, denso e penugento, de preferência cinza rato.


Pelagem – Preta e fogo (bicolor), luvas vermelhas (o mais frequente). Cor preta muito carregada. Fogo: canela. Marcas fogo: nas pastilhas por cimados olhos, de ambos os lados do focinho, garganta, na parte inferior da cauda; nos membros fogo descendo  até as patas e os antebraços (gênero de “meias” a que se deve o nome de Bas-Rouge (“Meias-Vermelhas”). Arlequim, cinza, preto, e fogo (tricolor), cinza e preto distribuídos em partes equivalentes, em manchas e com as mesmas marcas fogo clássicas).


Tamanho – Macho: de 65 a 70 cm. Fêmea: de 61 a 68 cm.

Peso – De 30 a 40 kg.


Temperamento, aptidões, educação – Fiel, corajoso, rápido, resistente, vigilante com um presença dissuasiva surpreendente. Incorruptível e desconfiado com estranhos. Fiel a seu dono, manso com as crianças, só consegue ser feliz no meio de uma família. É preciso saber que ele se mostra dominador perante outro macho. Seu faro de grande desempenho é utilizado desde a pistagem até a busca de trufas. É um obediente atrevido, isto é um cão com comportamento direto, dinâmico, corajoso no trabalho e ao mesmo tempo manejável e obediente.


Conselhos – Esse “gentilhomme campagnard”(Nobre Campônes) rústico precisa de espaço e de exercício. Não pode viver em apartamentos. Não o prender. Não pode ficar fechado. Precisa de uma educação estrita, de ordens, de uma atividade para despender sua energia. Sua maturidade é tardia. Duas a três escovações semanais chegam. Cortar regularmente os ergots.


Utilizações – Pastoreio de rebanho (ovinos e bovinos), cão de defesa, d guarda, exército, regate, farejador... e companhia.”



Texto extraído do Livro – Enciclopédia do Cão Royal Canin, Aniwa Publishing

Tradução Brasileira. Tradutores: S. Artamonoff, B. Delevallee, M. D´Orey de Faria, L. Gonçalves, B. Magne, E. Rio Branco, M. Rosemberg, Madame Antunes.

Revisões: Claudette Mouette, Yves micelli, Valeria Cardoso de Melo Carvalho



Cedido gentilmente pela Clinica Veterinária Bichos do Sul

Veterinários responsáveis: Dr. Alexandro Ayala e Dra. Keli C. Tolotti Ayala

End. Av. Com. Ismael Chaves Barcellos, Nº 401 – Engenho – Guaíba/RS

5 comentários:

Antonio Celso disse...

Olá, pessoal : muito interessante estas informações todas sobre adestramento.
Entretanto, gostaria de lamentar muito por não ter visto fotos do Pastor de Beauce.
Porque não incluíram algumas fotos deste belíssimo cão ?
Obrigado.
Antonio Celso

RBuchmann Adestramento disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RBuchmann Adestramento disse...

Ola Antonio Celso!
Pretendo colocar fotos de todas as raças e para isto fiz um pedido ao Kennel Club do Rio Grande do Sul, para que sedam fotos de todas as raças, pois eu infelismente trabalhando somente aqui no Brasil não tive a chance de trabalhar todas elas.
Para se postar uma foto esta precisa ser sedida e autorizada a sua publicação. Assim que tiver as fotos sedidas e autorizadas pelo Kennel ou outra entidade qualquer postarei para todos poderem admirar.

Grande abraço!

Os Cabraldinos disse...

Parabéns Ronald pelo blog cheio de boas informações sobre nossos amigos caninos! Aproveito para desejar Boas Festas e que 2012 seja repleto de realizações! Grande abraço, Tânia Cabral (de Guaíba)

RBuchmann Adestramento disse...

Oi Tânia! Fico feliz que tenha gostado do blog! Minha esperança é que ele seja util ao maior número possível de pessoas pelo mundo. Obrigado pelas felicitações.
Que vocês também possam ter muitas felicidades neste ano que chega e que possamos todos nós lembrar do aniverssariante durante todo o ano de 2012!
Grande abraço aos grandes professores que admiro!